Entrevistas

#DeFrenteComGloss: Luan Santana

por Hugo Gloss
há 3 anos

Eu estava quebrando a cabeça pensando em quem eu poderia entrevistar para essa estreia do site novo, foi quando o céu se abriu e um meteoro da paixão atingiu a minha cabecinha me enchendo de ideias pra falar com o muso mor do sertanejo: LUAN SANTANA. Parece que foi ontem que esse menino surgiu em nossas vidas, com seu cabelo espetadinho e seu popozão que faz todo mundo querer 2 filhos e um cachorro com ele…. Hoje ele anda por aí com seu topete impecável, todo trabalhado na magya, fazendo a gente topar tudo, até ficar esperando o dia em que ele vai surgir em nossas vidas, mesmo que a gente já esteja velhinho e gagá, com 90, viúvo, sozinho… rs….
Eu vou confessar que depois que conheci o Luan pessoalmente eu virei muito mais fã dele. O menino é a fofura em pessoa. Paciente, educado, engraçado… É impressionante o quanto ele é tranquilo e nada deslumbrado com o sucesso. Eu já conheci muito artista e posso afirmar: isso é raro. Com a idade dele e os milhões que ele tem na conta é fácil de surtar, né? Eu mesmo não sei se não estaria fazendo a Giovana e derrubando forninhos por aí, se fosse tão bem sucedido quanto ele… Por isso que Deus não dá asa a cobra, ahahahah..
Luan topou ser a nossa entrevista de estreia do site novo e não se fez de rogado. Encarou TODAS as minhas perguntas com muito bom humor e não vetou nenhuma. Falamos de Jade, da Bundona dele, dos milhões e até dos seus looks maravilhosos dos últimos tempos! Luan ainda foi legal comigo e me contou com quem será seu próximo dueto internacional!! BABADO!! Venha comigo para o maravilhoso mundo de Luan Magya Santana. Se você já gosta do Luan, prepare-se para se encher de mais amor e se você não gosta, prepare-se para se apaixonar….

Foto: Rodrigo Berton

Foto: Rodrigo Berton

HG – Outro dia você postou no instagram um vídeo tocando violão e eu fiquei pensando que seria babado um CD seu acústico. Já pensou nisso?

(LS) Meu novo DVD vai ser em versão acústica. Estou me dedicando inteiramente a ele. Quando não estou nos palcos fazendo shows ou cumprindo os compromissos de imprensa, estou em reunião com minha equipe ou no estúdio tratando sobre este projeto. Já posso adiantar que vai ser diferente. Estou ansioso para que tudo saia do papel.

HG – Gente, você é uma fábrica de DVD! Não dá vontade de lançar um álbum sem DVD, em estúdio?

(LS) O público hoje consome muito rápido. Com a internet e o mercado lançando novos produtos a todo o momento, você precisa produzir com mais rapidez. Em 2012 gravei um álbum em estúdio, “Quando chega a noite”, onde trabalhei as músicas “Adrenalina” e “Te vivo”. Mas gosto do calor do público, gosto do retorno imediato de cada canção. Não tem termômetro melhor para um cantor. E DVD é o teu show na casa das pessoas e, hoje, em muitos carros. É bom demais: show delivery.

HG – Eu percebo que você se preocupa muito com seus shows. É sempre uma superprodução. Você se inspira em artistas internacionais para pensar em palco e roteiro de show?

(LS) Me preocupo muito. Sou ligado 24h em tudo da minha carreira. Na estrada e escritório. Agora, tenho acompanhado mais de perto. Na verdade, desde o ano passado, chamei “no peito” a administração da minha carreira. É Luan por Luan. Passei a ter contato mais próximo com os meus funcionários, com cada setor do escritório, saber como funciona os setores e acompanhei de perto todos os passos do “produto” Luan Santana. Pesquisa, fã clube, área comercial, investimento, estrada, produção, planejamento… Hoje, sou artista no palco e também quero saber o que acontece antes e fora dele. Minha equipe me integra. Independente de inspirações, sigo o meu coração, gosto de novidades e de renovação. Meu DVD “O Nosso tempo é hoje” foi inspirado em grandes festivais eletrônicos internacionais, mas com o meu jeito, minha concepção, minha alma.

HG – Depois de você, vários cantores surgiram com estilo parecido: Gusttavo Lima, Israel Novaes, Lucas Lucco… Como é sua relação com eles? Não rola um ciuminho tipo “Aff, ta me copiando”

(LS) Isso é você quem diz. Somos contemporâneos…  Eu trabalho com base na minha essência, princípios e para o meu público. Parece clichê, mas é realmente a verdade o que vou dizer. Existe, sim, espaço para todo mundo. Prova disso é o cenário atual. Todos estão trabalhando muito e com músicas bem executadas. Já encontrei o Gusttavo diversas vezes, é um cara parceiro, gente boa. Israel, Lucas e outros cantores também estão aí trabalhando bastante.  Quem só tem a ganhar é o mercado que se fortalece.

HG – Aliás, existe alguma possibilidade de um dueto com algum deles?

(LS) Por enquanto, não tem nada programado. Mas o mundo da música dá voltas todos os dias.

HG – Meu sonho era que voltasse aquele especial “AMIGOS” da Globo, só com vocês da nova geração. Você toparia?

(LS) Lógico, cara. Eu acompanhava aquele Especial demais. Era criança e não desgrudava o olho. Sou fã dessa geração: Zezé, Luciano, Chitão, Xororó, Leandro e Leonardo. São eternos. Seria uma honra. Ou reviver com eles mesmo e a gente participando.

HG – Eu vejo que hoje os músicos sertanejos são os mais ricos do Brasil. É o gênero que mais se escuta. Mas ao mesmo tempo muita gente diz que isso que toca hoje em dia não é sertanejo, mas uma versão mais pobre do que já foi considerada música sertaneja. O que você acha disso?

(LS) Sertanejo é sertanejo. Com três anos de idade ganhei meu primeiro violão. Cantava “Chico Mineiro”, “Muda de Vida” do Zezé Di Camargo e Luciano, sucessos do Milionário e José Rico e outros. Passei minha infância e adolescência com referências sertanejas. Subi nos palcos de tênis e com pessoas perguntando “quem é esse menino sem chapéu e bota cantando sertanejo?”, tropeçava no bico da bota, não tinha jeito. Continuei com o tênis e cabelo em pé… fazendo meu trabalho. Hoje tenho sete anos de carreira baseados nessas referências, que nasceram do meu primeiro violão. Tenho grande respeito pelos profissionais que me inspiraram e continuarei fazendo minha música com base na minha essência.
Tudo evolui e sofre influências, cara, natural que o gênero passasse pelo mesmo processo. A música sertaneja é a paixão nacional. É o romantismo rotulado que conquistou o Brasil. 

HG – Você mudou MUITO de estilo nos últimos tempos. Está se vestindo melhor, um cabelo chique e impecável. O que mudou? Foi stylist? Ou começou a seguir o Mariano Di Vaio no Instagram e se inspirou?

O cabelo é trabalho da Silvana Gurgel, super profissional, que sempre me traz ótimas referências. E quanto as roupas, dou os pitacos e minha mãe vai atrás com todo o bom gosto dela. Ela tem me vestido desde o início deste ano. Ela vai gostar do elogio, viu? Sigo o Mariano, sim. O cara é fera, tem estilo. Também sigo você que sempre posta coisas legais da galera de fora.

HG – Aliás, me explica por favor qual a relação entre música sertaneja e calças apertadas?

(LS) As minhas são justas, mas confortáveis. Existem mais apertadas por aí! 

Foto: Bruno Fioravanti

Foto: Bruno Fioravanti

HG – Você canta com Enrique Iglesias a musica “Bailando”, você chegou a conhecê-lo?

(LS) Nos falamos via Skype no estúdio enquanto gravava minha parte na música. Ele é um cara super tranquilo e já conhecia meu trabalho por intermédio de amigos dele que moram em Miami. O convite veio da gravadora do Enrique, a Universal e foi muito bom gravar em Cuba e ter contato com aquela cultura tão peculiar. “Bailando” é sucesso no mundo inteiro. Foi um prazer ser escolhido para colaborar com a versão em português e representar o Brasil.

HG – Existe a possibilidade de um dueto com outros artistas internacionais? Quem?

(LS) Estou colocando voz em uma música em parceria com o duo country Florida Georgia Line, que sou mega fã. E já que é para sonhar com mais parcerias, eu sonho alto! Se eu pudesse escolher, te falaria de cara nomes de pessoas feras como Bruno Mars, Justin Timberlake,  John Mayer, John Legend, Ed Sheeran… São os melhores e, claro, gostaria de dividir uma música com eles.

HG – Suas músicas são, na maioria, bem românticas. Quero saber: você é só romântico ou é safadinho também?

(LS) Eu sou um homem romântico. Tenho meus momentos mais “atirados”, mas sou romântico. Antes do romantismo, há a sedução.

HG  – Falando em safado, músicas com letras “safadas” estão na moda. Você pretende lançar alguma pra deixar as meninas loucas?

(LS) Minha essência é o romantismo. Só quero que elas fiquem “loucas” por amor.

HG – Dizem que cantor tem mais pegada que a maioria. Você concorda?

(LS) Eu me garanto!

HG – Já que a gente entrou nesse assunto… você está solteiro? Você e a Jade vão ser  tipo a Selena e o Justin Bieber brasileiros com um romance vai e volta? Eu acho tendência!

(LS) Estou solteiro. Torço pela felicidade da Jade. O nosso amor valeu. 

luanjade

HG – Sendo um boy magya solteiro e rico, você tem medo de que as pessoas se aproximem de você por interesse? Como é o filtro pra isso?

(LS) Não tenho medo. Sou bem resolvido e sei discernir. Sinto que o interesse é por mim, mesmo, uai. Sou muito autêntico, verdadeiro, romântico, família… Graças a Deus tenho ao meu lado pessoas do bem. Minha família é meu filtro. Meu pai sempre esteve ao meu lado cuidando da minha carreira, me ensinando e orientando a ser eu mesmo.

HG – Você se mudou de Londrina para Alphaville. Já deu pra viver a vida da cidade grande? Está fervendo?

(LS) Não tenho muito tempo para aproveitar a cidade grande. Mas gosto dos restaurantes de São Paulo, gosto das oportunidades e facilidade que tenho de encontrar amigos que moram aqui. E claro, melhorou muito em relação a minha família. Os compromissos profissionais, em grande maioria, são em São Paulo e com meus pais aqui, posso voltar para casa.  Isso é o que realmente tem compensado.

HG – Sua irmã está ficando famosa também. Você apoia? É verdade que ela quer ser atriz?

(LS) Minha irmã é guerreira, veio para São Paulo sozinha com 18 anos apenas para cursar teatro. Sem conhecer ninguém aqui. Admiro isso nela, ela sabe o que quer e está correndo atrás. Ela é linda e carismática. Sou um irmão orgulhoso e estou na torcida. 

 HG – Você acha que ter ficado famoso cedo atrapalhou uma fase da sua vida, de não ter podido, por exemplo, sair e ficar trêbado na night, pegar 30 meninas numa noite, etc?

(LS) Nada atrapalhou fase nenhuma. O que sou é a minha essência. Famoso ou não, cada um tem a sua. Eu vivo e vivi todas as fases. Minha vida é uma benção. A oportunidade que tenho de fazer milhares de pessoas felizes através da minha música é uma honra. Nunca fui um cara de baladas, da noite ou de beber muito. Sempre fui família e tranquilo. Passei minha adolescência e estou passando minha juventude fazendo o que mais amo. Já fiquei bêbado uma vez e não curti. Se a vida tem seus limites, nós, como personagens principais, temos o direito e dever de fazer tudo com moderação também.

LS_lasvegas-655-Edit_1

Foto: Bruno Fioravanti

HG – Eu li que você gosta de pescar. É de pescar sereia, piranha ou só peixe mesmo? Não é um tédio? rs

(LS) Ah! Aqui pesca hein! Sereia, caio fácil no canto. Piranha eu não reclamo também não. Morde, é brava, mas a carne é uma delícia! Caiu na rede, é peixe. Tédio é não curtir a natureza e navegar só na Internet. Navegar é preciso e viver é mais preciso ainda.

HG – Você já pegou mulher famosa. Você namoraria uma famosa publicamente ou acha que dá muito problema? Podemos ter esperança?

(LS) Se a mulher dá ibope no meu coração, eu fico, independente de fama. Agora, se ficar ou fiquei, não falaria. 

HG – Você é tão novinho e já tem tantos milhões, jatinho, mansão.. então eu pergunto: tem algo que você ainda sonha em ter?

(LS) Eu invisto na produção dos meus shows, no meu trabalho. Este, sim, é o meu maior patrimônio. Mas em relação a bens materiais, sou um homem ligado ao campo. Quero ainda ter minha fazenda. Um lugarzinho para relaxar, pescar, levar os amigos e a família para fazer umas modas de viola e um churrasco. Seria bom demais.

HG – Como você gasta seu dinheiro? Não to falando de investimentos milionários em bois e imóveis, mas sim de coisas do dia-a-dia. Por exemplo: você compra sua própria roupa?

(LS) Quando gosto de algo, eu mesmo compro, seja roupa, um boné ou um livro. Eu recentemente comprei um carro que era dos meus sonhos. Eu, como todo homem, também tenho minhas ambições, que são poucas, na verdade era uma das únicas.

LS_lasvegas-252_1

Foto: Bruno Fioravanti

HG – Você é uma pessoa informada? Tipo, você lê livros, sites, notícias, ou não tem tempo? Como você se informa sobre as coisas?

(LS) Não tenho muito tempo para me informar, mas quando tenho, abro o celular ou iPad e procuro me abastecer de informação. Acho importante não ser alienado, saber o que acontece. Ler, conhecer, discutir. Eu sou curioso. O que é novo de cara me chama a atenção. Então, estou sempre de olho em novidades na internet, em vídeos, no país, ou no meio da música.

HG –  Você vive rodeado de assessores e seguranças. Você consegue ter amigos? Consegue sair pra conversar ou acaba que seus amigos são a sua equipe?

(LS) Tenho grandes amigos, mas a maioria das amizades nasceram antes disso tudo e faço questão de manter todos os meus amigos. A equipe realmente acaba criando um vínculo de amizade forte no dia a dia.

HG – No começo da sua carreira muita gente te chamava de vesgo. Você se incomoda? Você ja teve algum problema no olho ou era só implicância?

(LS) Nada. Se eu me incomodasse eu estava perdido! Levo na brincadeira. 

HG – Você andou malhando e está todo sarado. Você está na geração Whey Protein: sem gluten, açúcar, carboidratos e lactose? Como faz pra ficar delicia fazendo tanta coisa?

(LS) Estou, e digo mais. É difícil. Comida sem sal é a pior parte. Com a agenda de horários malucos e compromissos agendados em cima da hora, fica complicado seguir uma rotina de treinos então tento compensar na alimentação.

2 (1)
HG –  Preciso falar uma coisa: QUE BUNDA É ESSA? Você sempre foi tão cadeirudo assim? Você gosta ou te incomoda ser o popozudo do sertanejo?

(LS) É de fábrica, não tem jeito. Eu gosto porque a mulherada não tem reclamado.

HG – Alguma parte do seu corpo é mais dura que o seu topete? Quantas latas de laquê vão nesse cabelo?

(LS) Parte dura aqui é o que mais tem, rapaz! Inclusive o topete. Coloco o fixador no cabelo apenas nos shows para aguentar o ritmo das músicas.

HG – Como foi a sua experiência como apresentador? Você gostou?

(LS) Demais. A produção me deixou super à vontade no palco. O público era formado por fãs e os convidados que fizeram as participações eram grandes amigos. Gostaria muito de poder repetir a dose. Foi ótimo.

HG – Você já atuou em novelas e é bem ator nos clipes. Você já pensou em fazer um filme sobre a sua vida? Ou uma novela completa, como a Ivete fez em Gabriela?

(LS) Eu gosto de atuar, claro que se eu levasse isso a sério, profissionalmente, iria precisar de aulas e me dedicar.  Gostaria muito. Não descarto a idéia. É só me chamar que eu vou. 


HG – Aliás, se houvesse um filme sobre a sua vida, que ator você gostaria que fizesse o seu papel?

(LS) Seria realmente o máximo. Quem sabe um dia? Nosso país é cheio de grandes talentos, às vezes até escondidos. Vi uma matéria recentemente no Fantástico sobre a busca de atores para reviverem os musicais com os personagens de Elis, Cazuza e Cássia Eller e que estes caça talentos procuravam pessoas não pela aparência e sim pelas características próximas ou pelas vozes semelhantes aos homenageados. Com certeza existe alguém que faria um papel tão bacana quanto Tiago Abravael reviveu Tim Maia, ou Marcio Kieling e Thiago Mendonça interpretaram Zezé Di Camargo e Luciano.  Todos eles foram “descobertos” e revelados em autobiografias. Seria difícil pensar em alguém. O ideal era revelar um grande ator na pele de Luan. O que mais temos são bons atores.

HG – Não é chato sempre que sair ter que tirar foto e atender fãs? Tem alguma hora que te irrita?

(LS) Não irrita. Não tem coisa melhor que receber carinho de fã. Tem tanto artista por aí que sonha em um dia viver este prazer e reconhecimento. Os meus são um exército movido a um amor que eu mesmo não consigo explicar. É algo que somente se sente. Já me disseram que, no Brasil, não existe algo parecido com os fãs que tenho e isso não é algo para se orgulhar? São o meu maior tesouro.

HG – Qual o manual da fã perfeita? Tipo “Não peça foto quando estou comendo, não tire foto antes de falar oi”. Tem isso?

(LS) Fã só quer um abraço, uma foto. Às vezes, uma atitude que você faz vai ficar marcada para o resto da vida.  Seja um aceno ou cumprimento. Eu procuro atender sempre que posso.

HG – Você troca de telefone mais do que eu troco de roupa. O povo descobre seu número com muita frequência? Você já chegou a bater um papinho com alguma fã?

(LS) Descobrem e como descobrem. Já conversei com fã, sim. Ela me levou no papo querendo que eu acreditasse que estava procurando por outra pessoa.

HG – A maioria das suas fãs é mulher que atira calcinha, etc. Mas também tem muito fã gay. Te constrange quando eles te abordam e dizem que te amam? Como é?

(LS) Constranger? Fã é fã. 

LS_lasvegas-1465_1

Foto: Bruno Fioravanti

HG – Você tem milhões de seguidores nas redes sociais. É você mesmo que atualiza?

(LS) É bacana você perguntar isso, pois sou muito ligado em redes sociais. Eu mesmo atualizo meu Instagram e o meu Twitter. Já o Facebook, estou aos poucos me familiarizando. Tenho uma equipe no escritório responsável pelo gerenciamento desses canais e do conteúdo para os meus fãs. É planejamento atrás de planejamento para eles, participo de todos.

HG – Você abandonou o Twitter? Por que? Voltaaa!!

(LS) Realmente estou em falta. Sou mais ligado no Instagram. Mas volta e meia estou no Twitter! Prometo que vou compensar. Ou o pessoal poderia migrar para o Insta. 

HG – O que você costuma escutar durante suas viagens? O que toca no seu iPod?

(LS) Ouço tanta moda antiga. Tenho discografias e discografias completas de Zezé Di Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó, Milionário e José Rico, Chrystian e Ralf, Roberto Carlos, entre outros grandes nomes e até nomes mais atuais internacionais como Bruno Mars, John Mayer, Keith Urban, Nickelback e outros mais.

HG – No começo da entrevista você disse que vai gravar um DVD em breve. Quero ir registrar tudo e levar uma fã pra te conhecer. E ai? Ce topa?

(LS) Opa, mas é claro! Vamos gravar ainda este ano. Fechado!! Espero vocês lá!