Sem categoria

#MaratonaOscar – Amour

por Diogo Alcantara
há 5 anos

Filme europeu tende a deixar a gente sempre meio dividido. Neste caso, tenho visto sempre as pessoas sendo radicais: todo mundo ou ama ou odeia. Estou no time que amou. Comecei a assistir achando que era um filme fofo de velhinhos, uma coisa Diário de uma Paixão versão francesa, mas me enganei.”AMOUR” não é um VRAA na sua cara, é uma facada no seu estômago.

O amor do título não é o amor romântico, é o amor parceiro, o amor da dor, o amor do sofrimento mesmo. É um filme difícil de ver. Às vezes lento, quase chato. Mas surpreendente. Uma história de amor, sim, mas diferente das que costumamos ver por aí. No entanto, nem por isso menos bonita, apenas mais real, e talvez por esse motivo seja tão difícil de assistir. Um casal de idosos, na base dos seus 80 anos, vive uma vida pacata, eles já são aposentados, mas super lúcidos. Têm seus costumes, sua rotina, até que um dia ela tem um apagão e descobre um coágulo na carótida que acaba deixando seu lado direito paralisado. Daí em diante a vida dos dois muda pra sempre e de uma maneira tão radical, que é difícil de assistir sem se imaginar no lugar deles e sem pensar em como somos todos tão frágeis.

Trailer

Classificação:

P.S.: Se você tem gente doente na família, deixe pra ver depois. Vai ser puxado.